Nota da Diretoria Executiva da ABQM

Pronunciamento do presidente da entidade, Cicinho Varejão

Comunicamos que o Ministério Público do Estado de São Paulo, devido a uma ONG autointitulada protetora dos animais, ajuizou uma Ação Civil Pública pela qual o Juiz da 1ª Vara Cível de Avaré expediu em 25/04 uma Liminar suspendendo a Prova de Laço em Dupla a ser realizada no dia 29/4. Imediatamente a ABQM ingressou com um Pedido de Reconsideração Judicial. No entanto, hoje (27/4) o Juiz da causa manteve a liminar suspensiva. Diante desta decisão judicial a Diretoria Executiva da ABQM resolveu:

a) dar cumprimento à ordem judicial e cancelar a referida prova neste evento;

b) reprogramar esta prova para outra data;

c) reembolsar o valor das inscrições e da locação das baias concernentes à prova cancelada.

Registramos nossa repugnância às ações desse tipo de ONG, cuja má fé provocou tais prejuízos aos associados, aos competidores e à Estância Turística de Avaré, e continuamos trabalhando intensamente na devida defesa judicial em instâncias superiores.

Avaré, 27 de Abril de 2018,

Cicinho Varejão, presidente da ABQM.

Notícias

Mais notícias