settings_phone

+55 (11) 3864-0800 | 3879-7150

email

Contate-nos

home search
search

1º Pan-Americano de Jovens reúne o “mundo do cavalo” em Avaré

Começaram hoje as disputas nacionais e internacionais do grande evento de Rédeas


A nova geração de atletas de Rédeas mostra sua força na I Pan-American Cup Jovem NRHA/ANCR, onde o Brasil será representado pela gaúcha Maria Luiza Michelin Fagundes  

O evento, já considerado como a maior competição de Rédeas realizada no Brasil, organizado pela ANCR / NRHA, será de 15 a 18 de agosto, no Parque de Exposições Dr. Fernando Cruz Pimentel, em Avaré (SP).

De acordo com os organizadores, as disputas internacionais e nacionais e participação de mais de 300 conjuntos – um recorde da modalidade no país - reúnem atletas tops da modalidade, incluindo os melhores representantes da Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Estados Unidos, México, Paraguai e Uruguai.

Ao longo de quatro dias serão várias disputas, inclusive duas internacionais: a I Pan-American Cup Jovem NRHA/ANCR, destinada a amazonas e cavaleiros até 18 anos; e a II Pan-American Cup, onde atletas adultos estão divididos em duas categorias: Aberta, destinada a treinadores profissionais, e Amador, destinada a competidores que não se enquadram em nenhuma das categorias acima. A I edição da Pan-American Cup para adultos foi realizada também no Brasil, em 2016.

Estarão em disputa títulos por equipe e individuais. Leva o título por equipe o país com maior pontuação na soma dos resultados dos seus três competidores; e os títulos individuais serão disputados nas categorias Jovem, Aberta e Amador.

A exemplo de outros esportes equestres, em Rédeas, mulheres e homens competem em nível de igualdade, e na Pan-American Cup, elas são 10 entre os 24 atletas presentes no time de sete países, à exceção do México, composto exclusivamente por cavaleiros.


Gilson Diniz Filho compete na mais exigente das categorias, a Aberta, na II Pan American Cup NRHA/ANCR

Cada país será representado por três atletas, um de cada categoria: Jovem, Aberta e Amador. Os estrangeiros vão montar cavalos cedidos por criadores brasileiros. A equipe do Brasil foi composta pelos competidores que se destacaram na classificação do ranking 2016/1017 da ANCR. Maria Luiza Michelin Fagundes defende o país na I Pan-American Cup Jovem NRHA/ANCR com Panda Gunner RLT (Gunner Boy x Smart Roostalena - Gallo Del Cielo), de sua propriedade; enquanto os irmãos Diniz, de tradicional família ligada ao esporte, competem na II Pan-American Cup: Gilson Diniz Filho na categoria Aberta (profissional) com Walla Walla Gun (Colonels Smoking Gun x Walla Whizn Katie - Walla Walla Whiz), propriedade de Gilson Diniz, e Giovanna Diniz, na Amador com Gold Red Dunit (Reminic N Dunit x Startimes Last - Smart Like Juice), de propriedade de Luiz Alberto Marques.

 
Giovanna Diniz, que defende o Brasil ao lado do irmão na II Pan American Cup NRHA/ANCR, compete na categoria Amador

Pela Argentina competem: Valentina Moroni (Jovem), Nestor Leguizamon (Aberta) e Mauro Tomassetti (Amador); Estados Unidos: Taylor Masson (Jovem), Casey Deary (Aberta) e Nicole Deary (Amador); Chile: Florência Villegas (Jovem), Cesar Muñoz (Aberta) e Catalina Pérez (Amador); Uruguai: Guillermo Gelmini (Jovem), Álvaro Indaburu (Aberta) e Verônica Abella (Amador); Canadá: Audrey-Anne Bergeron (Jovem), Josiane Gauthier (Aberta) e Martin Brisebois (Amador); México: Alejandro Aguilar (Jovem), Chuy Chávez (Aberta) e Ruben Pacheco (Amador); Paraguai: Federico Torlotting (Jovem), Federico Oggero (Aberta) e Rumanda Harder (Amador).

“A Iniciativa conjunta das duas mais importantes entidades do esporte, a norte-americana National Reining Horse Association (NRHA) e a brasileira Associação Nacional do Cavalo de Rédeas (ANCR), a Pan-American Cup, objetiva promover o intercâmbio entre atletas, treinadores, criadores e proprietários de cavalos de diferentes raças selecionados para a prática desta modalidade candidata a entrar no rol dos esportes olímpicos. Sediar a Pan-American Cup no Brasil é uma importante conquista para a ANCR, e muito desse resultado se deve ao nosso diretor internacional, João Marcos de Arruda Pires, incansável em representar o Brasil e a ANCR junto a NRHA”, comenta Francisco Moura, presidente da ANCR.

Paralelamente às Pan-American Cup NRHA/ANCR, acontecem também o XXIX Potro do Futuro ANCR 2018 – que pela primeira vez terá 45 conjuntos disputando o título na categoria Amador e 16 na Jovem (10/15 anos); a Final do Campeonato Nacional de Rédeas 2017/2018; a Copa Inter Núcleos 2018 e o Cardinal Ranch Cup N1.

A ANCR montou uma estrutura grandiosa no parque de exposições, com restaurante, barracas de alimentação e estandes de lojas do setor para receber confortavelmente competidores e público durante os quatro dias de

Outras informações:www.ancr.org.br

Fotos: Adilson Silva

Notícias


Leilões e Mercado


Mais notícias